Error, no group ID set! Check your syntax!

Artigos

Publicado em junho 22nd, 2015 | por Mundobends

0

PALHETA: 10 Razões para ser Exigente com a Escolha



A palheta pode parecer a parte mais simples das ferramentas utilizadas por um guitarrista, mas a verdade é que se trata de um elemento muito importante, e precisa ser encarada dessa forma. Qualquer guitarrista que nunca explorou os tamanhos, materiais, qualidades de produção de som e outras sutilezas da palheta deve considerar-se tornar mais exigente sobre o assunto.

A história da palheta remonta pelo menos ao império egípcio. Desenhos de instrumentos sendo executados com penas e outras formas de palhetas aparecem nas paredes das pirâmides em desenhos e figuras. Escudo de tartaruga, osso, marfim e pedra foram usados para a construção no início do desenvolvimento da palheta. Hoje, os materiais empregados para a construção de palhetas são inúmeros, porém muito menos perigosos para os répteis, elefantes e baleias que no passado. Todos esses materiais têm um grande impacto sobre o som e tocabilidade.

Aqui estão 10 dicas para ter em mente ao escolher a palheta correta:

1 – Tamanho Importa

O tamanho típico de um palheta está entre 3 cm de comprimento 2 de largura, mas existem os mais variados tamanhos e formas. Músicos de Jazz, preferem muitas vezes palhetas menores, que promovem o contato da corda com os dedos. Isso cria um tom mais silencioso e mais quente. A maioria dos músicos do rock, country e blues tem um escolha de tamanho padrão, que é grande o suficiente para segurar firmemente e evitar o contato acidental dos dedo com as cordas, outra característica é que possa ser segurada facilmente entre os dedos para permitir uso de técnicas diferentes de palhetada alternada como tapping e chicken picking. Técnicas essas que serão abordadas em lições futuras no GuitarPedia.

2 – Questões sobre materiais

Atualmente as palhetas são feitas normalmente de plástico: nylon, polietileno, celulóide e outras variedades. Palhetas construídas com material de casco de animal são raras, mas ainda podem ser encontradas. Bronze e aço também podem ser encontrados com certa facilidade assim como madeira. Em geral, quanto mais duro o material mais brilhante e mais ataque no som produzido. Um problema com palhetas de metal, com exceção as dedeiras, é que elas tendem a danificar a superfície do tampo da guitarra e braço.

3 – Fina ou Grossa

De um modo geral as palhetas finas são ótimas para dedilhar violões. As mais grossas são geralmente identificadas como média, pesada ou extra pesada, e são apropriadas para instrumentos elétricos. Usar uma palheta fina para tocar com um som super-distorcido pode diminuir definição do fraseado de solos, mas palhetas finas podem acentuar o toque de notas individuais dos acordes em guitarras acústicas.

4 – Durabilidade

Palhetas mais finas tendem a gastar-se mais, e portanto desgastam mais rápido. A força necessária na execução de notas palhetadas através da técnica de palhetada alternada pode fazer a palheta escapar entre os dedos e assim, interferir na precisão, tom e ataque do músico. Portanto não se esqueça de escolher uma tamanho de palheta que seja adequado ao seu estilo de tocar guitarra.

5 – Estilo

O tipo de música que você toca também é um fator importante. Som pesado? Palheta pesada. Guitarristas de metal são mais propensos a ter palhetas super grossas de 1,5 milímetros ou mais entre seus polegares e indicadores. Estas também são as mais indicadas para cordas de calibre pesado que são frequentemente utilizadas para baixa afinação de bandas de metal. Músicos de jazz que utilizam cordas enroladas planas também preferem muitas vezes palhetas pesadas.

6 – Numerologia

Muitas vezes as lojas de música vendem as palhetas de acordo com o seu tamanho. Segue abaixo uma lista de medidas comuns para os diferentes padrões de nomes utilizados no mercado: palhetas finas normalmente são de 0,44 milímetros ou menos; médias variam 0,45-0,69 milímetros, palhetas pesadas estão entre 0,85-1,5 e extra pesadas em pelo 1,5 milímetros ou maior.

7 – Marketing

Aqui está algo que os músicos não consideram ao escolher suas palhetas – elas são uma forma barata de auto-promoção. Existem muitos fabricantes de palhetas customizadas que podem colocar o seu próprio nome ou o logotipo de sua banda, informações de contato, site, etc, sobre os seus produtos e na maioria das vezes por menos do que você pagaria para palhetas em uma na loja de instrumentos. Fãs vão procurá-las como itens colecionáveis e elas podem até ser vistas como um cartão de visita com um visual legal.

8 – Formato

Os fabricantes têm tentado todos os tipos de formas para chamar atenção dos guitarristas, existem formatos que imitam dentes de tubarão, com pontas de diferentes materiais e furos centrais para supostamente facilitar a firmeza no momento da execução. Não se deixe distrair por esses formatos estranhos. Em última análise, eles não oferecem nenhuma vantagem sobre a forma V convencional. Portanto, antes de se arriscar com formatos pouco comuns teste as palhetas tradicionais.

9 – Aperto

Pode parecer óbvio, mas palhetas mais pesadas e menos flexíveis são tipicamente mais difíceis de manterem-se no lugar correto entre os dedos. O nylon tem uma tendência a escorregar mais facilmente que o plástico mais maleável, e palhetas mais grossas são mais difíceis de se controlar do que os modelos médios. O segredo é encontrar uma palheta que se mantém relativamente estável entre os dedos, que melhor reproduz o timbre que você imagina e a mais adequada as técnicas que você executa na maior parte do tempo quando está tocando sua guitarra. Algumas palhetas têm um revestimento de alta fricção especial para ajudar na aderência aos dedos. Existem opções com um centro flexível, que em teoria permite melhor aderência, e uma forma de variar o ataque aplicando diferentes graus de pressão dos dedos a palheta.

10 – Técnica

Como você usa sua palheta na maior parte do tempo pode influenciar na sua escolha. Palhetas no sentido de cima para baixo muito comuns no estilo de bandas como Metallica são melhor executadas com palhetas grossas. Técnicas de palhetadas circular, palheta alternada e sweep picking são melhores executadas com palhetas de espessura media.

Fique atento as novas aulas de guitarra do GuitarPedia, em breve vamos discutir os diferentes tipo de palhetas e sua aplicação.

Até breve, equipe GuitarPedia.

ONDE ENCONTRAR?

Você pode encontrar no site da Mundomax.

Fonte: Guitarpedia

Tags: , ,


Sobre o Autor

Este post criado e editado pela equipe titular do MundoBends! Caso você queira escrever no blog Clique Aqui e cadastre-se. O Mundobends é um blog sobre o mundo da música, ou dos músicos. Tudo sobre instrumentos musicais, com guias de compra de equipamentos e dicas para músicos iniciantes. Participe!


Seja Gentil, Deixe um Comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Curtiu o post? Dê uma mãozinha para gente, compartilhe este artigo!
PALHETA: 10 Razões para ser Exigente com a Escolha